comecer-o-habito-da-leitura-blogdasims
Livros

Dicas de como começar o hábito da leitura

Começar o hábito da leitura é muito fácil, ao contrário daquilo que pensas. Sempre gostei de ler, lembro de quando andava no secundário devorava aqueles livros de romance. Depois na faculdade já, comecei a ler menos, mais nas viagens que fazia para Lisboa e aproveitava para ler. Com o meu regresso para Cabo Verde, esse hábito ficou para último plano porque não era todos os dias, mas sim só de vez enquanto.

Mas quando vim viver para Portugal, senti a necessidade de reavivar esse hábito. Comecei a tirar um tempinho todos os dias para ler durante 30 minutos. Desde aí, já perdi a conta de quantos livros já li nesses últimos quatro anos. Apesar de estar numa fase de descoberta do meu “eu”, ando a ler mais livros sobre desenvolvimento pessoal e às vezes leio um romance, que são os meus favoritos.

E com isso quero dizer que é fácil começar o hábito da leitura. Na verdade, tu consegues fazer isso. Porque sei que estamos sempre a dizer “queria ter tempo para ler mais vezes”. Acredita é fácil, se eu consigo tu também consegues. Como costumo dizer é uma questão de prioridade. Porque se te faz falta a leitura, então arranjas nem que sejam 5 minutos para ler. Sabias que a leitura é um ato de auto cuidado? Sim, é o momento que estás a dedicar a ti. E acima de tudo a fazer aquilo que gostas.

Por isso hoje quero partilhar dicas, simples, que vai te ajudar a começar o hábito da leitura. Ou ajudar-te a reavivar esse hábito que já tinhas. E acredito que com esses passos vais conseguir atingir o teu objectivo da leitura.

4 dicas para te ajudar a começar o hábito da leitura

Perceber o que gostas mais de ler

Esta dica é principalmente para quem não sabe muito bem o que ler. Isso é completamente normal quando não temos um estilo definido. Eu neste momento ando a ler muito livro sobre desenvolvimento pessoal, auto ajuda, espiritualidade, meditação, coaching, porque são as áreas que ando a trabalhar mais. E também porque está mais ligado ao trabalho que estou a fazer. Mas, também gosto de ler romances ou poesias.

Por isso é muito importante perceber o que gostas mais de ler. Identificar o teu estilo, ou caso estejas como eu numa transformação do teu interior e optares por livros de auto ajuda. Escolhe os que mais gostas e que identificas para iniciar a tua leitura. Também é preciso ter atenção ao esgotamento de leitura. Ou seja, quando chega aquele ponto em que não estamos a gostar muito do livro. E está tudo bem, só tens que lembrar que estas a ler para divertir. Não deixe que seja um fardo.

Um livro de cada vez

Acredito que aqui muitos podem discordar de mim. Embora exista outros leitores que consigam manter o ritmo e estar sempre a mudar de livro para livro. Mas, descobri que ficar com um título de cada vez ajuda-me a manter o foco e a ler mais rápido.

Se estiver a ler um livro e por acaso comprar um livro novo e que queria muito ler, mesmo assim termino o que estou a ler. Quando tens um outro livro a tua frente que querias ler, acaba por ser um incentivo extra para te ajudar a terminar o livro que estás a ler.

O saltar de um livro para o outro, pode te deixar meio perdida e quando retomares a leitura acabas por perder o foco. Com isso fazendo com que a experiência com o livro não seja muito boa. Por isso aconselho a um livro de cada vez. Atenção que isso é a minha maneira, mas se consegues e gostas de fazer isso, força.

Partilhar a tua jornada de leitura

Com o blog, comecei a rubrica de minhas leituras mensais, visto fazer parte da minha transformação. Então comecei a partilhar, também, nas redes sociais as minhas leituras. Comecei a perceber que as pessoas gostavam das minhas recomendações, e isso deu-me mais animo nas minhas leituras. Porque gerou em mim como se fosse um compromisso com vocês. Sendo assim eu sei que todos os meses tinha que partilhar as minhas leituras.

Isso acaba por ser um grande incentivo, principalmente naqueles dias em que não estamos a conseguir tirar tempo para dedicar a leitura. Também para quando estamos numa leitura em que não estamos a gostar muito, sim isso pode acontecer. De não gostarmos muito do livro e a vontade é desistir. Como disse acima, prefiro sempre terminar o meu livro, mesmo que não seja do meu agrado, antes de iniciar outro. É uma questão de honrar o autor.

Além do que tornamo-nos mais competitivos connosco mesmos, porque nos ajuda a não deixar a leitura para ultimo plano. Por outro lado, é sempre bom ver o nosso progresso a nível de leituras. Tirando o fato de que a leitura traz-nos imensos benefícios. Tais como, foco, melhoria no vocabulário, aprendizagem, etc.

Faz da leitura uma meta e depois torne-o um hábito

Quando perguntam-me como consigo ler, às vezes, mais do que um livro por mês, digo sempre que é uma questão de hábito. Mas também foi algo que defini como meta, que mais tarde tornou-se num hábito. Inicie com uma meta de ler mais e, quanto mais leio, mais se torna em algo que faço naturalmente.

Mas isso não quer dizer que deixei de fazer outras coisas, continuo a querer ver os meus programas na TV e tenho muitos momentos em que passo, muito tempo, a fazer scroll nas redes sociais. É provável que hoje em dia vejo menos TV e dou prioridade na minha rotina para ter os meus 30 minutos de leitura. Começou como uma meta e hoje é um hábito, já faz parte da minha rotina matinal.

Conclusão

Portanto, para mim a alegria de abrir um livro é uma maneira de libertar o stress e do desânimo em geral que podem surgir no meu dia. É uma prática de empatia, explorar pontos de vista e vidas diferentes dos meus, e sair do outro lado com algo novo a considerar.

Eu acredito que ler, em última análise, não é sobre marcar um número a cada ano ou sobre ter uma realização da qual pode gabar com humildade. Mas sim, é tudo sobre dar-te a ti mesma uma experiência que não ias encontrar noutro sitio. E isso, eu acredito que vale mais do que qualquer coisa.

Beijinhos de luz

Tem alguma duvida? Quer partilhar a sua experiência? Deixe o seu comentário ou enviei a sua mensagem através da página contato (aqui). E partilhe!

Apaixonada pela vida, pelo meu marido, meu cão, família e amigos. Criei o Blog da Sims porque senti que era uma forma de partilhar um pouco de mim, dos meus interesses e da minha forma de estar na vida. Um blog de partilha do meu eu.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: