dicas-de-mindfulness-para-iniciantes-blogdasims.jpg
Espiritualidade

7 dicas de mindfulness para iniciantes.

Mindfulness entrou na minha vida para ficar. E posso dizer que a cada dia tem feito mais sentido para mim. Mas ainda tenho muito para aprender. Por isso hoje quero partilhar 7 dicas de mindfulness para iniciantes e fazer dessa prática a sua rotina diária.

Porque nesse nosso mundo moderno saber equilibrar o nosso trabalho e a nossa vida familiar nem sempre é fácil. Porque nos deixa sem tempo para nós, e é necessário ter um momento de paz e tranquilidade. E com isto as nossas mentes estão sempre sobrecarregadas com problemas de trabalho pendentes e coisas para realizar. E estes pensamentos descontrolados impedem que a nossa mente relaxe e se acalme.

Isso para dizer que a felicidade e paz estão ao nosso redor. Mas como podemos tornar-nos conscientes com tanta coisa que está a acontecer ao nosso redor? Como podemos estar mais relaxados se a nossa mente está a trabalhar constantemente? Então vamos passar as 7 dicas de mindfulness para iniciantes conscientes.

7 dicas de mindfulness para iniciantes:

Descubra a beleza ao teu redor

Todos temos uma rotina que gostamos de seguir no nosso dia a dia. Por isso acaba por se tornar um hábito, muitas das vezes, em piloto automático. Mas podes mudar a percepção e concentrar-te nas coisas ao teu redor. Como, prestar atenção nas coisas simples como tomar o teu pequeno-almoço com coisas que gostas de comer, fazer uma caminhada ou aproveitar o teu banho e relaxar.

Ou seja, prestar atenção nas pequenas coisas, que muitas vezes fazemos a correr. Dar atenção a esses pequenos passos e saber aproveitar. Acredita que ficarás surpresa com o pouco que as coisas podem causar um grande impacto na tua vida.

Concentra na tua respiração

Eu sei que concentrar na nossa respiração não é fácil, porque é algo que sempre fizemos sem prestar atenção. Então por isso acaba por tornar uma tarefa difícil principalmente quando estamos a iniciar e acabas por apanhar a tua mente a vagar. Por isso para te ajudar a concentrar na tua respiração é importante encontrares um lugar calmo e fresco.

Senta-te confortavelmente e tenta inspirar e expirar conscientemente pelo nariz. Leva a tua mente a concentrar nesse movimento respiratório. Sente o oxigénio a entrar no teu corpo quando inalas e como o ar sai pelas narinas quando expiras. No início é sempre mais complicado, mas com a prática, torna-se mais fácil. É só uma questão de prática e disciplina, e o resultado final vai-te trazer muitos benefícios.

A gratidão contribui para a tua felicidade

Temos por hábito, muitas vezes, de nos culparmos por não ter atingido as nossas metas. E com isso acabamos por nos sentir culpados e acabamos por comparar aos outros, “o que ela está a fazer de certo e eu não?”. A gratidão não é sobre o que não tens ou o que não és, mas sim sobre o que tens e o que és. Consegues perceber a diferença?

Gratidão é estar feliz com o pouco ou muito que tens hoje. No aqui e agora. E uma das coisas que faço e que já faz parte da minha rotina diária, é escrever no meu diário de gratidão. Todos os dias tiro 5 minutos de manhã e da noite para escrever três coisas pelas quais sou grata. E deixa que seja um momento para reflectires o que é importante e esteja sempre presente com os teus pensamentos. Porque isso encoraja a tua autoconsciência e, também, é uma óptima ajuda para aliviar o stress.

Portanto, seja grato por tudo no aqui e agora.

Leia também Diário de gratidão, colocar por escrito as nossas graças!

Dê um tempo as tecnologias

A tecnologia tem-nos trazido muitas coisas boas, isso não posso negar. Mas, também tem o lado oposto porque tem-se tornado um vício. É só olharmos a nossa volta e vermos como andamos muitos dependentes dela, sempre ocupados nos nossos telemóveis, computadores, tablets. Gastamos imenso tempo nesses dispositivos que acabamos por comprometer outras partes da nossa vida. Isto porque as medias sociais assumiram as nossas vidas e muitos não conseguem estar sem ela. Da mesma forma, sempre que assistes um vídeo ou lê artigos on-line, a tua mente fica presa noutra coisa.

Portanto, para te tornares consciente, é preciso eliminar essas distracções por algumas horas todos os dias. Porque esse vício enraizou, e a solução é estabelecer uma regra sobre quando é o momento de desligar. As regras comuns incluem não usar os telemóveis a mesa enquanto estas a fazer as tuas refeições, porque isso tira-te a concentração e acabas por não saborear a tua refeição. Também, desligar esses dispositivos antes de ir para cama e aproveitar esses minutos antes de dormir para fazer exercício de respiração ou ler um livro. E isso vai te ajudar a ter uma noite de sono tranquila e acordar noutro dia mais relaxado.

Mas, atenção, tu podes criar as tuas próprias regras e adaptá-las aos teus horários. Isso são só dicas que eu uso, mas que para ti pode funcionar da outra forma. Reajusta ao teu estilo de vida.

Esteja no controle

Que fique claro que a atenção plena não significa para completamente os teus pensamentos. Isso é impossível. Mas sim, é a capacidade de observar e controlar os nossos pensamentos quando eles vêm e vão. O quão bem controlas os teus pensamentos determina o quão consegues responder a um desafio particular. Ou seja, dê a ti mesma o momento em que estás no momento presente e aprecia cada segundo dela. É verdade que podemos controlar o mundo externo, mas ter o poder de controlar o mundo interno ajuda-nos a controlar os resultados externos.

Aprenda a ser paciente

Vivemos num mundo em que um pequeno atraso pode nos custar um cliente, trabalho ou uma oportunidade de negócio. A paciência, pode ser algo difícil de cultivar. O que não sabemos é que esperar é uma chance de praticar mindfulness.

Portanto, sempre que sentires que a frustração e a impaciência estão a tentar penetrar, leva a tua mente de volta a respiração e deixe as coisas acontecerem. Foca na tua respiração e deixe que o momento presente faça parte de ti.

Meditar

A pratica da meditação à cada dia faz mais sentido para mim e para a minha vida. E a atenção plena torna-se totalmente cultivada nas nossas mentes quando praticamos a meditação. Porque o mindfulness treina o nosso cérebro para ser menos distraído, melhora o nosso foco e a eficiência.

Portanto, aprender a meditar abre a nossa mente para essas possibilidades sem muita dificuldade. Porque ela remove os pensamentos negativos, o stress, a frustração. E deixa a nossa mente em um mar de calma e paz. Por isso fazer meditação assim que acordamos ajuda-nos a direcionar os nossos pensamentos para aquele momento em particular. Ajuda-nos a iniciar o dia com mais foco e o dia vai nos correr bem, de certeza!

Leia também O que não devemos fazer logo pela manhã!

Conclusão

A prática do mindfulness não é apenas por diversão, ou porque está na “moda”. Existem várias pesquisas em neurociência que mostram que a atenção plena ajuda o nosso cérebro a aprender como encontrar equilíbrio em um mundo cheio de atividades, stress, depressão e entre outras emoções.

Também nos ajuda a tornar-mos autoconscientes, o que nos dá uma perspectiva diferente em ralação a nossa vida. E com isso tornamo-nos mais apreciadores do ambiente e das pessoas que nos rodeia. Passamos a viver no momento e a dar importância ao que realmente importa. E tu, já experimentaste essas dicas de mindfulness? Se não, aproveita essas 7 dicas de mindfulness para iniciantes para colocares em prática para uma vida plena.

Beijinhos de luz

Tem alguma duvida? Quer partilhar a sua experiência? Deixe o seu comentário ou enviei a sua mensagem através da página contato (aqui). E partilhe!

Apaixonada pela vida, pelo meu marido, meu cão, família e amigos. Criei o Blog da Sims porque senti que era uma forma de partilhar um pouco de mim, dos meus interesses e da minha forma de estar na vida. Um blog de partilha do meu eu.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: