2 dicas para quando nos sentimos mais em baixo

Olá pessoal. Dicas para quando nos sentimos mais em baixo. Todos nós temos dias em que nos sentimos mais em baixo. Em primeiro lugar quero que saibam que isso é completamente normal. Isto porque nem sempre estamos a 100% e existem dias assim, e está tudo bem. Mas é de salientar que não faz mal quando estamos assim, mas se isso for constante é preciso fazer alguma coisa.

2 dicas para quando nos sentimos mais em baixo.

Como disse acima, tem dias que nos sentimos mais em baixo e está tudo bem sentir-se assim. Mas é preciso fazer alguma coisa para o ultrapassar, para que isso não se prolongue. Ou seja, para que não se instale achando que deva ficar aí para sempre.

E quando é assim precisamos de ferramentas que nos ajudem a ultrapassar esses momentos menos bons na nossa vida. Uma das piores coisas que podemos fazer é não agir. Por isso só vai prolongar o sentimento. E o importante é não deixá-lo instalar-se para sempre.

Confesso que com a idade e maturidade comecei a aperceber-me que o tempo não é o que cura, mas sim somos NÓS que temos o poder de nos curar-mos. Portanto sentirmo-nos em baixo de vez em quanto é normal, faz parte de sermos humanos. Não quer, de maneira alguma, dizer que somos más pessoas, ou que algo de mal se passa connosco.

Acredito também que o Universo nos testa e, muitas vezes, esses momentos menos bons fazem parte da nossa evolução. Ou seja, serve para nos prepararmos e fortalecer-nos. E são testes para ver se estamos realmente preparados para o que queremos na vida. Por isso uma das coisas a fazer é parar e perceber que estamos numa dessas alturas. Aceitar que nos sentimos em baixo. Não esconder a emoção mas sim olhar directamente para ela e encará-la.

Essas duas dicas são:

Seja a sua melhor amiga aconteça o que acontecer

Aqui é quando nós decidimos que, por pior que seja a emoção, vamos seguir em frente com o nosso sonho. Que por muito que nos sintamos em baixo, vamos todos os dias fazer um pouco para sair do buraco e alcançar o que queremos. Porque desistir é muito fácil quando nos sentimos em baixo, acreditem.

Por isso é muito importante fazer alguma coisa. Nos momentos que estou mais em baixo dedico-a a mim, self-care. Aproveito para focar-me em mim, naquilo que estou a sentir e acima de tudo nos meus pensamentos. Porque muitas das vezes são pensamentos que não fazem sentido, ou seja que não são verdades.

Então foco-me nesses pensamentos a ver se realmente são verdades. Depois pego no meu caderno e escrevo. Sim, escrevo tudo aquilo que me vai na mente e no coração. Porque descobri que escrever aquilo que estamos a pensar ou a sentir é a melhor forma de nos ajudar a mudar e a perceber o que se está a passar.

Portanto o analisar o pensamento e as suas emoções e depois colocá-los por escrito. Isso vai te ajudar a perceber o porquê de estares a sentir em baixo e sair desse sentimento.

Faça coisas que gostas

Acredito que muitas das vezes, ou quase sempre, precisamos de tirar o foco do problemas para encontrar a solução. E só vamos conseguir isso se permitirmos ao corpo relaxar e deixar de sentir ansiedade e medo.

Para mim um banho quente é remédio santo, porque sinto que me relaxo e parece que que a água limpa e leva tudo para o cano. Caminhar na natureza e respirar ar puro. Um chá quentinho, para mim é o meu calmante. Ver um filme/série que faça rir às gargalhadas ajuda a espantar esse mal estar.

Ou seja, pode ser qualquer coisa que gostes, que te faça sentir bem, e acima de tudo que ajude a afastar esse mal estar. Porque o importante é que faças algo que te encha a alma, nem que seja só por uns minutos. Assim vais ajudar o coração a descansar e equilibrar as emoções.

Essas são as duas dicas que considero mais importantes para ajudar nesse processo. Mas existem muito mais, como por exemplo trocar esses pensamentos menos bons por pensamentos positivos. Sei que pode parecer meio ridículo, mas acredita que funciona e faço isso sempre que aparecem os pensamentos negativos.

E, acreditem, um pensamento positivo funciona como uma pílula e cura tudo!

Mas é de salientar que estes processos não vão resolver os teus problemas MAS vão trazer-te mais paz de espírito e força interior. E com isso descobrir soluções e ser uma MULHER mais feliz e realizada. Portanto espero que essas duas dicas ajudem para quando nos sentimos mais em baixo.

Beijinhos de luz

Tem alguma duvida? Quer partilhar a sua experiência? Deixe o seu comentário ou enviei a sua mensagem através da página contato (aqui). E partilhe!

Baixe o ebook grátis: Como eliminar a autosabotagem em 3 passos

Deixar uma resposta

Proudly powered by WordPress | Theme: Baskerville 2 by Anders Noren.

Up ↑

%d bloggers like this: