Pensamento/Amor-próprio

“Imagine como seria este mundo se todos nos amássemos tanto a nós próprios que não nos sentíssemos ameaçados pelas opiniões dos outros, ou pela cor da pele, ou pela preferencia sexual, ou talento, ou educação, ou bens materiais, ou falta de bens materiais, ou crenças religiosas, ou costumes, ou pela tendência em geral de cada um ser aquilo que é. Imagine como a nossa realidade seria diferente (e a realidade de todos a nossa volta) se acordássemos todas as manhãs certos de que somos dignos de amor e do nosso papel essencial neste planeta. E se deixássemos de lado a vergonha, a culpa, as dúvidas e as inseguranças e nos deixássemos ser, fazer e ter aquilo que o nosso coração desejasse. Ame-se a si própria porque esta é o Santo Graal da felicidade.” – Jen Sincero (do livro “Tu és uma durona”)

Leia também Minhas leituras: tu és uma durona de Jen Sincero

Deixar uma resposta

Proudly powered by WordPress | Theme: Baskerville 2 by Anders Noren.

Up ↑

%d bloggers like this: